UFRJ celebra 45 anos da Ponte Rio-Niterói com palestras e homenagem

 

Acadêmicos Benjamin Ernani Diaz e Bruno Contarini participam de ciclo de palestras

 

Maior ponte do hemisfério sul e uma das maiores do mundo em área construída, com um comprimento total de mais de 13 quilômetros, a Ponte Rio-Niterói completa 45 anos neste ano. Para celebrar a data, a Escola Politécnica da UFRJ (Poli-UFRJ), através do Programa de Projeto de Estruturas (PPE), promoverá um ciclo de palestras com os principais engenheiros envolvidos no desenvolvimento do projeto, construção, melhoria de desempenho dinâmico e manutenção da ponte. Será realizado no próximo dia 30 de outubro, das 9h às 16h, no auditório André Rebouças, no Centro de Tecnologia, Bloco D, Sala D-220. A programação prevê uma sequência de palestras de engenheiros envolvidos com a história da ponte desde o seu projeto até os dias de hoje, os Acadêmicos Benjamin Ernani Diaz e Bruno Contarini.

O ciclo de palestras inicia com a apresentação do professor emérito da Poli-UFRJ Benjamin Ernani Diaz, responsável técnico pelo projeto da ponte juntamente com Antônio Alves de Noronha Filho no primeiro escritório de engenharia civil do país a utilizar computadores para realizar cálculos numéricos de estruturas, a Noronha Engenharia S.A.

Em seguida o engenheiro civil Bruno Contarini, referência em construção de pontes e viadutos, discorrerá sobre os grandes desafios construtivos vencidos em obra de tal vulto. Na parte da tarde ocorrerão as palestras do pesquisador do Programa de Engenharia Civil da Coppe/UFRJ Ronaldo Battista, autor do projeto que reduziu em mais de 80% as oscilações provocadas pelo vento no vão central da ponte; e do engenheiro Carlos Siqueira, que atuou no passado na fiscalização da construção da ponte e até hoje atua na manutenção da obra, sendo talvez a pessoa que mais dedicou seu tempo à obra.

Organizado pela professora Maria Cascão Ferreira de Almeida, coordenadora do Programa Projeto de Estruturas (PPE/POLI/UFRJ), o encontro busca estimular os alunos com exemplos de engenharia brasileira de excelência evidenciando o alto nível dos profissionais formados pelo curso de Engenharia da UFRJ e o quanto eles podem contribuir para o desenvolvimento do Brasil. “O evento possibilita que os alunos possam conhecer ex-alunos ou ex-professores da Poli-UFRJ que tiveram um papel fundamental na construção de um marco da engenharia brasileira como a Ponte Rio-Niterói, que detém até hoje números impressionantes de tráfego em seu sistema viário”, explica a professora.

Acadêmico Benjamin Ernani Diaz será homenageado pela Congregação da Poli-UFRJ

Após o ciclo de palestras, o professor emérito Benjamin Ernani Diaz será homenageado em Sessão Solene da Congregação da Poli-UFRJ com a medalha André Rebouças. Responsável técnico pelo projeto da Ponte Rio-Niterói, Ernani Diaz é formado em Engenharia Civil pela Poli-UFRJ, com o grau de Doktor-Ingenieur pela Universidade Leibniz de Hannover, na Alemanha. É autor e coautor de mais de 100 artigos publicados na área de Engenharia de Estruturas Civis e autor de diversos programas de computador. Já foi chefe do Departamento de Estruturas e Prefeito da Cidade Universitária, sendo responsável pelo projeto de telefonia digital da UFRJ e do reflorestamento da Península do Catalão, participando de projetos de urbanismo, de asfaltamento e de reflorestamento da Ilha do Fundão.

 

As inscrições para o evento são gratuitas e podem ser feitas pelo site.

Abaixo, a programação do evento:
9h – Abertura
9h15 – A nova modalidade de projetar com o computador – Prof. Benjamin Ernani Diaz
10h30 – Grandes desafios construtivos vencidos – Engenheiro Bruno Contarini
11h45 – Mesa redonda
12h – Almoço
13h30 – Soluções inovadoras para melhor desempenho dinâmico – Prof. Ronaldo Battista
14h30 – Melhorias e Inovações – Eng. Fabio Stocco
14h50 – Referência mundial em manutenção de grandes estruturas – Engenheiro Carlos Henrique Siqueira
15h50 – Mesa redonda
16h – Encerramento