Roberto Rodrigues recebe de instituto o título de engenheiro do ano

O Instituto de Engenharia entrega o prêmio ao homenageado no dia 23 de outubro, no Centro Fecomercio de Eventos

Crédito: divulgação
Roberto Rodrigues tem sólida carreira no setor de agronegócio

Com uma carreira sólida no agronegócio, o Acadêmico Roberto Rodrigues receberá o título de Eminente Engenheiro do Ano de 2018, concedido pelo Instituto de Engenharia (IE). A premiação reconhece os profissionais que se destacam na área e que têm uma carreira marcada por contribuições para a Engenharia. A cerimônia da entrega do prêmio, na qual também será comemorado o aniversário de 102 anos do IE, será realizada no Centro Fecomercio de Eventos, no dia 23 de outubro.

Engenheiro agrônomo e agricultor, Rodrigues é coordenador do Centro de Agronegócio da Fundação Getúlio Vargas (GVAgro), embaixador especial da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e presidente do  Grupo de Líderes Empresariais Agronegócios (LIDE).

Na vida pública, foi secretário de Agricultura do Estado de São Pauto (1993-1994) e ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (2003-2006). Também foi professor do Departamento de Economia Rural da Universidade Estadual Paulista (UNESP/Jaboticabal). Além disso, atuou como presidente do Conselho Superior do Agronegócio da FIESP (COSAG), da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), da Sociedade Rural Brasileira (SRB), da Associação Brasileira do Agronegócio (ABAG), da Academia Nacional de Agricultura da SNA e da Aliança Cooperativa Internacional (ACI).

“Atuo no setor agrícola há 55 anos e como fruto do meu trabalho, recebi prêmios da área. Ganhar o prêmio Eminente Engenheiro do Ano de 2018, aos 76 anos, é uma surpresa deliciosa porque trata-se de um reconhecimento de uma classe mais ampla” comemora Rodrigues.

Entre os nomes já premiados com o título está André Tosello, agrônomo e cientista brasileiro renomado, que foi professor de Roberto Rodrigues e fundador da Faculdade de Tecnologia de Alimentos (FTA), atual Faculdade de Engenharia de Alimentos da Unicamp. “Foi um homem extraordinário. Quando vejo que estou recebendo o mesmo prêmio que ele ganhou, eu me sinto honradíssimo! Prometo que vou fazer por merecê-lo”, completa.

Fonte: Site Globo Rural