Acadêmico Nelson Martins ministra palestra sobre desafios da Engenharia e recebe o titulo de Doutor Honoris Causa da UFMA

 

O Acadêmico Nelson Martins recebe das mãos da Reitora da UFMA, Nair Portela Silva Coutinho, o título de Doutor Honoris Causa.

 

O Acadêmico Nelson Martins, assistente da Diretoria de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação do Cepel, ministrou, no dia 24 de outubro, palestra sobre os grandes desafios da Engenharia, na Universidade Federal do Maranhão (UFMA), em São Luís (MA). Essa foi a terceira palestra proferida por Nelson sobre o tema este ano com o objetivo de apresentar, no Brasil, o Programa Acadêmico para os Grandes Desafios (Grand Challenges Scholar Program – GCSP), implementado pela Academia Nacional de Engenharia dos Estados Unidos (NAE), e apoiado pela Academia Nacional de Engenharia (ANE) e pela Academia Brasileira de Ciências.

Para lidar com desafios como tornar a energia solar econômica, dominar o ciclo do nitrogênio, proporcionar acesso à água limpa, recuperar e melhorar a infraestrutura urbana, assegurar segurança cibernética, e desenvolver métodos de sequestro de carbono, o programa da NAE recomenda que os cursos de Engenharia do mundo todo desenvolvam em seus alunos as cinco competências: criatividade; experiência multicultural; formação multidisciplinar; empreendedorismo; e consciência social.

Neste contexto, Nelson reitera o que sinalizou o professor Edson Watanabe (COPPE/UFRJ) em workshop do GCSP, realizado na UFMG em agosto passado, de que a pesquisa universitária muitas vezes está desconectada da indústria, e que muitos dos recém-formados sonham em se tornar professores, em vez de engenheiros de laboratório, profissionais que inventam e inovam, desenvolvendo novos produtos de sucesso no mercado. Para se ter  uma ideia, embora o Brasil esteja em 13º lugar no ranking mundial de produção científica, ocupa a 69º posição no Índice Global de Inovação, o que demonstra que há um longo caminho a percorrer para incrementar a competitividade do país.

“É importante entender o significado da palavra inovação, usada por muitos para se referir a uma novidade. Para que um produto seja inovador de fato, é preciso que seja aprovado, reconhecido como tal pelo mercado”, reitera o que também sinalizou Edson Watanabe, em referência à escala de nível de desenvolvimento tecnológico TRL (Technology Readiness Level), desenvolvida pela Agência Espacial Americana (NASA), e usada como padrão pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Trazendo isto para o cenário do setor elétrico, Nelson comenta que dos R$ 500 milhões investidos ao ano por empresas em projetos P&D Aneel, menos de 1% alcança o mais alto grau de maturidade tecnológica da escala TRL, ou seja, se reverte em uma inovação.  Para  reverter o quadro, reitera ainda o que sinalizou David Kupfer em seu artigo “Vão-se os dedos, fica a Aneel”, sobre a necessidade de investimento em instituições de pesquisa, lócus de acumulação de capacidades tecnológicas, uma vez que projetos inovadores requerem longo tempo de maturação e recursos substanciais.

Neste cenário, apresentou o SAGE (Sistema Aberto de Gerenciamento de Energia), desenvolvido pelo Cepel, como um exemplo de produto inovador, consagrado no setor elétrico brasileiro. “O Sistema de Gerenciamnto de Energia – SAGE, é uns dos produtos de maior destaque do Cepel, atualmente utilizado por oito das nove maiores transmissoras do país. É fruto de amplo investimento em P&D, comercialização, manutenção, customização e treinamento (são 7 os cursos ofertados, com duração e profundidade diferentes). O sistema REGER, produto originado do consórcio do Cepel (equipe SAGE, do DAS) com a Siemens, está atualmente em pleno uso pelo Operador Nacional do Sistema. Tal consórcio foi o vencedor de concorrência internacional conduzidas pelo ONS. Atualmente, existem mais de 1000 instalações de SAGE no Brasil, gerenciando as instalações de G&T brasileiras. Entre as novas funcionalidades do SAGE, ressalto o Concentrador de Dados Fasoriais, que viabiliza o acesso das transmissoras aos dados fasoriais de suas instalações. Por iniciativa dos clientes, foi criado um Grupo de Usuários do SAGE, um fórum aberto que se reúne a cada 2-3 anos, e que sugere aos desenvolvedores do Cepel a implementação de novas funcionalidades e melhorias”.

Título Doutor Honoris Causa

Após a palestra, a Reitora da UFMA, professora Nair Portela Silva Coutinho, outorgou a Nelson Martins o título de Doutor Honoris Causa, em reconhecimento pela sua atuação profissional e produção técnico científica. Em suas palavras de agradecimento à UFMA e à Reitora, Nelson mencionou o trabalho de co-orientação desenvolvido conjuntamente com o professor Leonardo Paucar, no mestrado e doutorado do aluno Raimundo Nonato Diniz Costa Filho, presente na cerimônia, e que atualmente é professor da UFMA, campus de Balsas, localizado ao Sul do estado do Maranhão.

“Fico especialmente honrado ao receber o título de Doutor Honoris Causa da UFMA, iniciativa do professor Leonardo Paucar apoiada pelos demais colegas professores e altos dirigentes da UFMA. Que esta cerimônia de outorga do título seja mais um passo na direção da minha maior colaboração de pesquisa com o Departamento de Engenharia Elétrica da UFMA. Buscarei também aumentar a colaboração do departamento e da UFMA com o Centro de Pesquisas de Energia Elétrica – Cepel e com a ANE, dos quais muito me orgulho de integrar.”