>

Faleceu no último domingo, 30 de agosto, o engenheiro Pedro Carlos da Silva Telles, membro da Academia Nacional de Engenharia (ANE) e um dos maiores nomes da Engenharia do País. Eleito em 1996 para a ANE, Silva Telles, considerado memorialista da história da engenharia no Brasil, ocupava a cadeira 92.

Formado pela Escola Nacional de Engenharia da Universidade do Brasil – atual Escola Politécnica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), trabalhou por mais de quatro décadas como docente da escola onde foi pela fundação da disciplina de “Equipamentos Industriais” e do curso de Engenheiro Mecânico.

É autor de diversos livros, reconhecido com prêmios como o Jabuti na categoria Ciências (Tecnologia) em 1985 pela obra “História da Engenharia no Brasil”. Em 2017 publicou sua última obra “Notáveis Empreendimentos da Engenharia no Brasil” onde traça um panorama da engenharia nacional a partir do resumo de 79 projetos e obras do Século XVI ao final do Século XX.

Com foco em diversos empreendimentos da engenharia em nosso país, Silva Telles também foi professor no Instituto Militar de Engenharia (IME) e do curso de pós graduação de engenheiros da Petrobrás. Trabalhou no Arsenal da Marinha do Rio de Janeiro (participando do projeto e construção de 4 navios tanque de mais de 500t) e por mais de 10 anos na Shell do Brasil.

Na Petrobras, no período de 1960 à 1966 chefiou a seção de projetos mecânicos da Refinaria Duque de Caxias no Rio de Janeiro onde foi responsável por projetos de tubulações, equipamentos de calderaria e máquinas numa época em que nesta unidade da Petrobrás se desenvolvia o embrião da capacitação nacional relativa a detalhamento de unidades de processo. Além disto foi, por mais de 20 anos foi chefe do Setor de Calderaria da Divisão de Projetos Industriais da Petrobras.

O Professor Silva Telles deixa um grande legado para a Engenharia nacional. A Academia registra sua homenagem a esse grande engenheiro e presta solidariedade à família.