Posse: 2013

Cadeira: 17

Patrono: Antonio Aureliano Chaves de Mendonça

 

 

Graduada em Engenharia Química pela Universidade Federal Fluminense (UFF) com mestrado em Engenharia Química e pós-graduação em Engenharia Nuclear pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (COPPE/UFRJ), tendo MBA em Economia pela Fundação Getúlio Vargas (FGV/RJ). Foi eleita Diretora da Área de Gás e Energia da Petrobras – Petróleo Brasileiro S.A. em 21 de setembro de 2007. Tem 32 anos de Petrobras.

Foi presidente da Gaspetro – Petrobras Gás S.A. e dos Conselhos de Administração da TBG – Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil S.A. e da TAG – Transportadora Associada de Gás S.A. É membro dos Conselhos de Administração da Transpetro – Petrobras Transporte S.A., da Petrobras Biocombustível S.A., da Braskem S.A. e do IBP – Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis.

De maio de 2006 a setembro de 2007, Graça Foster foi presidente da Petrobras Distribuidora S.A., acumulando a função de diretora financeira nesse último ano. Anteriormente, em setembro de 2005, assumiu a presidência da Petroquisa – Petrobras Química S.A., desempenhando, simultaneamente, a função de gerente executiva de Petroquímica e Fertilizantes na Diretoria de Abastecimento da Petrobras.

De janeiro de 2003 a setembro de 2005, Graça Foster exerceu a função de Secretária de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis do Ministério de Minas e Energia e assumiu, por decretos da Presidência da República, as funções de Secretária Executiva Nacional do Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás (Prominp) e coordenadora interministerial do Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel, ambos do Governo Federal.

Ocupou cargos gerenciais na Petrobras, na Área de Gás e Energia e no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), bem como na TBG (Transportadora Brasileira do Gasoduto Bolívia Brasil).

Em 2007, Graça Foster foi condecorada com o grau de Comendador da Ordem do Rio Branco, do Ministério das Relações Exteriores. No ano seguinte, foi eleita executiva de finanças do ano e recebeu o troféu “Equilibrista, concedido pelo Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef-RJ). Foi homenageada também com o prêmio “Mulher de Negócios 2008”, da revista Cláudia, publicação brasileira dedicada ao público feminino.