Posse: 2016

Cadeira: 42

Patrono: Carmen Velasco Portinho

Djalma Mosqueira Falcão

Graduado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), o Acadêmico Djalma Mosqueira Falcão construiu sua carreira na Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós Graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe/UFRJ) onde fez o mestrado e ingressou como Professor do Programa de Engenharia Elétrica em 1974, ocupando o cargo de Professor Titular desde 1994. Fez doutorado em Engenharia Elétrica pela University of Manchester Institute of Science and Technology, Reino Unido, e pós-doutorado pela University of California at Berkeley, USA.

Natural do Mato Grosso do Sul, Acad. Djalma Falcão escolheu a engenharia por afinidade com as disciplinas da área de exatas. “Sempre gostei de Matemática e Física, por exemplo. Além disso, na época em que escolhi, não havia tantas opções como hoje. Basicamente eram três carreiras: Medicina, Direito e Engenharia”, lembra.

Com experiência na área de Engenharia Elétrica, com ênfase em Sistemas Elétricos de Potência, atuando principalmente nos seguintes temas: Sistemas de Potência, Inteligência Computacional, Processamento Paralelo e Redes Elétricas Inteligentes (Smart Grid), o Acadêmico Djalma Falcão é um dos grandes especialistas na área elétrica do país.

As voltas com pesquisa e ensino, ele acompanha de perto as mudanças e inovações do setor e aponta a microgeração distribuída como a grande transformação da área nos próximos anos. “Esse modelo altera o aspecto econômico porque o consumidor deixa de comprar e passa a produzir energia. Isso gera problemas técnicos na rede elétrica que devem ser analisados”, destaca o especialista.

Além da experiência na Coppe/UFRJ onde orientou mais de 30 teses de doutorado e 50 dissertações de mestrado, o Acadêmico publicou cerca de 200 artigos técnicos, foi pesquisador visitante na Universidade da Califórnia entre 1991 e 1993 e assistente da presidência da Eletrobras entre 2003 e 2004; coordenou e participou de vários projetos com empresas do setor elétrico brasileiro. Em 1971 recebeu o título de Engenheiro Eletricista pela UFPR e em 2004 foi elevado à categoria de Fellow do IEEE.

Como professor, o Acadêmico destaca que o fundamental é oferecer uma formação sólida para os alunos. “Esta base não muda, o que muda é a prática. Os fundamentos que aprendi como estudante de engenharia são válidos ainda hoje. A partir dessa base sólida, os jovens estão prontos para acompanhar as mudanças que ocorrem no mundo. Para isso basta apenas algum treinamento. Felizmente, temos no Brasil universidades que oferecem esse fundamento”, diz.


Acesse o currículo