Submarino Riachuelo é lançado ao mar

Presidente Francis Bogossian participou da cerimônia que foi transmitida ao vivo

 

 

O presidente Michel Temer e o presidente eleito Jair Bolsonaro participam da Cerimônia de Lançamento do Submarino Riachuelo.

A Marinha do Brasil lançou ao mar no dia 14 de dezembro o submarino Riachuelo, o primeiro de uma série de submarinos construídos no país para proteger nosso território marítimo. A cerimônia aconteceu no Complexo Naval de Itaguaí, no Rio de Janeiro, o mais moderno da América Latina. Estiveram presentes o presidente Michel Temer; o presidente eleito Jair Bolsonaro; o diretor presidente da Itaguaí Construções Navais, André Portalis; o Ministro da Defesa, Joaquim Silva e Luna; o Comandante da Marinha, Eduardo Bacellar Leal Ferreira; o Comandante do Exército, General de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas; e o Chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas, o Almirante de Esquadra Ademir Sobrinho; o diretor geral do Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha e futuro ministro de estado de Minas e Energia, Almirante de Esquadra Bento Costa Lima Leite Albuquerque Júnior, entre outras autoridades. A Academia Nacional de Engenharia (ANE) foi representada pelo seu Presidente, o engenheiro Francis Bogossian.

“Estamos dando prova renovada da excelência da nossa indústria naval. Estamos mostrando que juntos somos capazes de superar qualquer desafio. País de vocação pacífica, o Brasil constrói seu submarino, não para ameaçar quem quer que seja, não para perturbar a tranquilidade das águas internacionais. O Brasil constrói seus submarinos, porque um país com mais de 7 mil quilômetros de costa, não pode prescindir de instrumentos para defesa de sua soberania e suas riquezas marinhas”, disse o presidente Michel Temer, que descerrou a placa. A primeira-dama Marcela Temer batizou o submarino quebrando uma garrada contra o casco.

O elevador de lançamento ao mar, com 34 guinchos, foi acionado em conjunto pelo presidente Michel Temer, pelo comandante da Marinha, almirante de esquadra Leal Ferreira e pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro. O processo de descida demorou meia hora. O submarino passará por testes durante dois anos, para depois ser incorporado à Marinha. O cronograma de lançamento ao mar dos submarinos do Prosub é: Humaitá em 2020, Tonelero em 2021, Angostura em 2022 e o nuclear Álvaro Alberto em 2029.

O Brasil conta atualmente com cinco submarinos, sendo um da classe Tikuna, construído no Brasil e que ficou pronto em 2008, e quatro da classe Tupi, sendo o primeiro construído na Alemanha entre 1987 e 1989 e os outros três, iguais ao alemão, montados no Brasil, mas sem transferência de tecnologia, nas décadas de 1990 e 2000.