Seminário debate as lições de Mariana, um ano depois do acidente

 

Entidades de engenharia vão debater na PUC-Rio os conceitos básicos sobre rejeitos e barragens e as lições do desastre de novembro de 2015, em Minas Gerais

 

A Academia Nacional de Engenharia (ANE), em parceria com a ABMS (Assoc. Brasileira de Mecânica dos Solos e Eng. Geotécnica), o CDBD (Comitê Brasileiro de Barragens) e o Clube de Engenharia, realiza nos dias 3 e 4 de novembro de 2016, na PUC-Rio, a 5ª edição do Debate Nacional Sobre Segurança de Barragens, com o tema “Lições de Mariana – um ano depois”. Durante os dois dias de evento, especialistas vão debater as consequências da tragédia em Minas Gerais e o que ficou de lição para evitar acidentes como esse.

No primeiro dia, o debate acontece das 14 às 19 horas, e será dedicado à discussão de conceitos básicos sobre barragens e rejeitos. Serão uma palestra e seis painéis, que vão avaliar o tema sobre diversos aspectos, incluindo Risco de ruptura; Responsabilidades; Legislação de segurança de barragens e danos ambientais; e Barragens de rejeitos no Brasil e no exterior.

Na sessão do dia 4 de novembro, a se realizar das 17 às 21h, o foco será no acidente em Mariana. Os especialistas vão analisar o relatório dos consultores da Samarco, debater a instabilidade e falhas na barragem de Fundão, falar do Radar Ibis para monitorar a segurança de barragens, e apontar as lições do acidente em Mariana, além de apresentar propostas para mitigar novas tragédias.

“Com a divulgação do relatório de consultores da Samarco, precisamos analisar o laudo, e ver onde e como ocorreram as falhas, para evitar acidentes similares na construção de novas barragens”, explica o engenheiro Acad. Alberto Sayão, professor da PUC-Rio e coordenador do evento.

Entre os Acadêmicos que participarão do debate estão os engenheiros Francis Bogossian, vice-presidente da ANE, e Flavio Miguez de Mello, presidente honorário do CBDB. Participam ainda os engenheiros André Assis, presidente da ABMS, Carlos Henrique Medeiros, diretor do CBDB, Roberto Azevedo, Edgar Odebrecht, Leandro Costa Filho, J.Pierre Remy, Bruno Neves, Joaquim Pimenta de Ávila, Anna Laura Nunes, André Fahel, Alberto Ortigão e Pedricto Rocha Filho. O advogado Sérgio Jacques de Moraes e o jornalista Nildo Carlos Oliveira também estarão presentes.

O evento, aberto a todos os interessados, será realizado no auditório RDC da PUC-Rio, na Gávea, Rio de Janeiro. As inscrições, gratuitas, devem ser feitas pelo e-mail: lenilson@puc-rio.br.

Serviço

Debate: “Segurança de Barragens de Rejeitos – Lições de Mariana – Um Ano Depois”

Data e horário: 03/11 – das 14 às 19 horas e 04/11 – das 17 às 21horas.

Local – PUC-Rio – Rua Marquês de São Vicente, 225 – Auditório RDC.

Inscrições gratuitas: lenilson@puc-rio.br;

Informações: Tel.(21) 3527.1189, R. 105

 

Confira a programação:

5º Debate Nacional – Segurança de Barragens de Rejeitos – Lições de Mariana, um ano depois

 

03 Novembro Sessão I – Barragens e Rejeitos

14h – Abertura. Resumo dos eventos anteriores, eng. Acad. Alberto Sayão (PUC-Rio, ANE)

14h30 – Palestra. Riscos de Ruptura em Barragens, eng. André Assis (ABMS, UnB)

15h – Painel 1. Barragens de Rejeitos no Brasil e no Exterior, eng. Acad. Flávio Miguez Mello (CBDB, ANE).

15h30 – Painel 2. A Lei de Segurança de Barragens: considerações sobre rejeitos. eng. Carlos Henrique Medeiros (ABMS, CBDB)

16h – Painel 3. Danos Ambientais: Responsabilidades e Legislação, adv. Sérgio Jacques de Moraes (Advogado, ex-pres. IBRAM)

16h30 – Intervalo

17h – Painel 4. Fechamento de minas: cobertura do lago de rejeitos e pilhas de estéril, eng. Roberto Azevedo (UFV)

17h30 – Painel 5. Ensaios de Campo em Rejeitos, Edgar Odebrecht (Geoforma, SC)

18h – Palestra. Projeto e encerramento de depósitos de rejeitos, eng. Leandro Costa Filho (LPS)

18h30 – Perguntas e Debate. Coordenação: eng. Acad. Alberto Sayão (PUC-Rio) e jorn. Nildo Carlos Oliveira (SP) 19h – Resumo e Encerramento: eng J.P. Remy (MecaSolo)

 

04 de novembro Sessão II – O Acidente

17h – Abertura. Resumo do Relatório dos consultores Samarco (Morgenstern et al), eng. Bruno Neves (Light, RJ)

17h30 – Palestra. Acidentes em Barragens de Rejeitos, eng. Joaquim Pimenta de Ávila (ABMS, CBDB)

18h – Painel 6. Radar IBIS para a Segurança de Barragens, eng. Anna Laura Nunes (COPPE-UFRJ)

18h30 – Painel 7. Instabilidade e falhas na Barragem de Fundão, eng. André Fahel (Terratek)

19h – Painel 8. Lições do Acidente em Mariana, eng. Alberto Ortigão (Terratek)

19h30 – Perguntas e Debate. Coordenação: eng. Pedricto Rocha Filho (PUC-Rio) e jorn. Nildo Carlos Oliveira (SP)

20h – Avaliação e Resumo: eng. J.P. Remy (MecaSolo)

20h30 – Encerramento e Propostas: eng. Acad. Francis Bogossian (CE, ANE)