Os Acadêmicos Luiz Calôba, Janvrot Miranda, Sandoval Carneiro, Pedro M.Guimarães Ferreira, João Fernando, Paulo Augusto Vivacqua, Francis Bogossian, Alberto Sayão, Cecília Zavaglia, Flavio Miguez de Mello, José Moreira, Nelson Martins e Alcir de Faro (da esq, para a dir.)

 

O professor João Fernando Gomes de Oliveira tomou posse na Academia Nacional de Engenharia (ANE), no último dia 25 de maio. A solenidade aconteceu na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), durante a reunião de diretoria.

 

Antes de dar as boas vindas ao novo Acadêmico, o presidente da ANE, o engenheiro Paulo Augusto Vivacqua, fez um breve discurso e destacou o crescimento da Academia e seus objetivos. "A ANE é uma Academia nacional que tem como escopo reunir alguns dos melhores e mais renomados engenheiros do país. Um corpo que se coloca altruisticamente à disposição do governo e da sociedade para tratar de problemas maiores da sociedade atinentes à engenharia", disse o Presidente Paulo Augusto Vivacqua, que frisou o caráter independente da Academia.

 

Ao receber o título de novo membro da ANE, o engenheiro João Fernando Gomes de Oliveira afirmou estar honrado por fazer parte da Academia e destacou a importância da entidade no momento atual do país.  "Essa iniciativa é essencial para o desenvolvimento do Brasil. ?? preciso uma Academia de Engenharia forte, ativa, que se posicione, principalmente, em um momento como esse onde as grandes realizações de engenharia sofrem influência política de valor - o que  tem desgastado muito nossa imagem. ?? muito importante que tenhamos um grupo sério, sólido, isento, formado por pessoas competentes e honestas, desenvolvendo essas atividades.  Fico muito orgulhoso de fazer parte desse grupo e poder participar disso", afirmou o novo Acadêmico.

 

João Fernando Gomes de Oliveira possui graduação e doutorado em Engenharia Mecânica e Livre Docência pela Universidade de São Paulo e pós-doutorado pela University of California - Berkeley. Hoje é Professor Titular da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo e pesquisador 1-A do CNPq.