Os Acadêmicos Edson Watanabe, diretor da Coppe, e Segen F. Estefen participaram do Fórum China Brasil de Tecnologia Submarina, realizado entre os dias 16 e 18 de maio de 2016, no auditório da Coppe/UFRJ. A proposta do Fórum foi discutir tecnologias de engenharia submarina focadas na produção de petróleo em águas profundas. Na sessão de abertura foi anunciada a criação do Instituto China"Brasil de Tecnologia Submarina (JIDST), sigla em inglês de Joint Institute for Deep Sea Technology.

Coordenador do Laboratório de Tecnologia Submarina (LBS) da Coppe, o Acad. Segen F. Estefen ressaltou que o Brasil precisa investir e avançar no desenvolvimento de tecnologias para produção em águas profundas para reduzir custos de produção e impulsionar o pré-sal. Outro tema discutido por pesquisadores e representantes da indústria do petróleo foi a produção autônoma submarina e as perspectivas para sistemas de produção submarina.

Além dos Acadêmicos Edson Watanabe e Segen F. Estefen,  participaram da abertura do Fórum o diretor da Comissão Nacional de Reforma e Desenvolvimento da China, Fupeng Huo, do diretor da Coordenação Internacional de Engenharia Consultiva da China, Chaoying Ma, e o professor do Programa de Engenharia Oceânica da Coppe, Carlos Antônio Levi, diretor do Instituto China"Brasil de Tecnologia Submarina.

Organizado pela Coppe, esta é a primeira edição do evento promovido pela SUT (Society for Underwater Technology), em parceria com a China University of Petroleum (CUP), de Beijing, com apoio da Unidade Embrapii-Coppe de Engenharia Submarina.

Crédito da Imagem:www.coppe.ufrj.br/pt-br/planeta-coppe-noticias