Faperj inscreve para Programa de Apoio a Projetos de Inovação em Engenharia

 

 

A Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) divulgou o edital Apoio a Projetos de Inovação em Engenharia. Com recursos de R$ 30 milhões, o programa visa financiar o desenvolvimento de produtos, serviços, insumos, equipamentos, assim como processos inovadores, novos ou significativamente aprimorados, que envolvam significativo risco tecnológico associado a oportunidades de mercado, geração de emprego e renda, além de aumento de competitividade e de lucratividade dos proponentes. Pela interação entre empresas, Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs), Institutos de Ciência e Tecnologia (ICTs) e pesquisadores, pretende-se ainda desenvolver o Sistema Estadual de Inovação, bem como capacitar jovens engenheiros em projetos inovadores.

“Como forma de incentivar a interação entre Institutos de Ciência e Tecnologia (ICTs) e empresas de engenharia, os proponentes poderão buscar apoio de Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs) para realizarem seus projetos. Essa relação fortalece tanto as empresas, através da articulação com as inovações desenvolvidas pelas ICTs, quanto o NIT, que, pela transferência de conhecimento, poderá promover o desenvolvimento do Sistema Estadual de Inovação”, afirma Daniel Almeida, assessor da Diretoria de Tecnologia da FAPERJ.

Poderão submeter propostas microempresas e empresas de pequeno e médio porte brasileiras, com faturamento de até R$ 90 milhões, sediadas no estado do Rio de Janeiro. Cada uma das propostas inscritas deverá, necessariamente, solicitar valores máximos de até R$ 500 mil. Os candidatos poderão, contudo, utilizar recursos de empresas ou outras instituições que se interessarem em participar do desenvolvimento do projeto.

No caso de contarem com o apoio de um NIT, os candidatos poderão solicitar até três bolsas; uma para atuação na transferência de conhecimento dentro da ICT e duas para atuação na própria empresa. Sem a parceria com o NIT, a solicitação será apenas de duas bolsas. Uma vez tendo suas propostas aprovadas, os proponentes terão até 12 meses para a execução do projeto. Esse prazo poderá ser prorrogado por igual período, contados a partir da data da liberação dos recursos.

A análise, julgamento e classificação das propostas ficarão a cargo de um Comitê Especial de Julgamento, designado especificamente para este edital pela Diretoria de Tecnologia e Inovação da FAPERJ. Entre os critérios para avaliação dos projetos, serão considerados não apenas a capacitação técnica da equipe executora, mas também o estágio de desenvolvimento do produto e/ou processo; o grau de inovação para o mercado e risco tecnológico; a adequação de sua infraestrutura; e ainda o apoio e articulação da empresa com um Núcleo de Inovação Tecnológico fluminense.

Serão financiáveis apenas despesas de custeio, como serviços de terceiros (pessoas físicas e jurídicas), no Brasil e no exterior; material de consumo, componentes e/ou peças de reposição de equipamentos; serviços de pequenos reparos e adaptações de bens imóveis aquelas que importam em modificações ou melhorias em espaço físico já existente, sem que envolvam alteração estrutural do imóvel.

A submissão de projetos pode ser feita até as 16h, do dia 5 de outubro, pela internet. A divulgação dos resultados preliminares está prevista para ser feita a partir de 4 de janeiro de 2018. Os aprovados nesta etapa terão até 18 de janeiro para apresentar a documentação exigida. A divulgação da listagem final de resultados deverá acontecer a partir de 1º de fevereiro de 2018.

Fonte: site faperj