Comitê de energia prepara estudo sobre “Penetração de Fontes Primárias Intermitentes no Setor Elétrico Brasileiro”

 

unnamed
Os membros do comitê de energia com o presidente da EPE, Luiz Augusto Barroso

O Comitê de Energia está elaborando o estudo “Penetração de Fontes Primárias Intermitentes no Setor Elétrico Brasileiro”. “As fontes eólica e solar são as fontes básicas intermitentes e o crescimento deste sistema traz alguns desafios para o setor que precisam ser avaliados para evitar problemas futuros. Nosso estudo vai analisar exatamente quais são e como lidar com eles”, explicou o acadêmico Acher Mossé, membro do comitê de energia.

Para traçar um panorama do cenário atual do setor e apontar os desafios para geração, transmissão, distribuição e para o planejamento da operação em tempo real, o comitê realiza visitas a empresas que atuam no setor energético. Em maio, os membros do comitê de energia tiveram uma reunião com o presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Energética (EPE), Luiz Augusto Barroso.

“A reunião fez parte do conjunto de reuniões preparatórias para a elaboração de mais um documento sobre energia elétrica no Brasil, este visando a adaptação da nossa matriz energética ao crescente ingresso de geradoras intermitentes e hidroelétricas a fio d’água desprovidas de capacidade de regularização de descargas e de estocagem de energia”, explicou o vice-presidente da ANE, membro do comitê de energia, o acadêmico Flavio Miguez de Melllo.

“Fizemos contato com a Aneel. A ideia é ter também o olhar do ponto de vista de regulação das fontes primárias intermitentes. Vamos agendar reuniões com as associações que representam o setor de distribuição, de energia elétrica e outros”, disse Acher Mossé. O estudo está em fase inicial e deve levar alguns meses para ser concluído.