Academia Nacional de Engenharia (ANE) empossa novos membros

 Cerimônia foi realizada no dia 24 de novembro, no Arsenal de Marinha

 

 

posse-2016
Membros da Academia Nacional de Engenharia

Em sessão solene, realizada no dia 24 de novembro, no Arsenal de Marinha, no Rio de Janeiro, a Academia Nacional de Engenharia (ANE) empossou seus novos membros. Foram nomeados 13 novos membros titulares, sendo sete do Rio de Janeiro, três de São Paulo, um de Santa Catarina, um do Amazonas e um de Virgínia (EUA). O Matemático Carlos Lucena foi representado pelo Acadêmico Padre Pedro Magalhães Guimarães Ferreira. Durante o evento também foi empossado o Acadêmico Jacob Palis Jr., eleito em 2014.

A solenidade foi aberta com o cortejo dos Acadêmicos. Fizeram parte da mesa o contra-almirante Mario Ferreira Botelho, diretor do Arsenal de Marinha; o Almirante Júlio Soares de Moura Neto; Paulo Augusto Vivacqua, presidente da ANE; Francis Bogossian, vice-presidente da Academia; e José Eduardo Moreira, diretor da ANE.

Na abertura, o presidente da Academia, Paulo Augusto Vivacqua, lembrou o momento difícil que o País atravessa, a importância da preservação de nossos recursos naturais e o papel da Academia neste contexto. “A ANE conhece o extraordinário potencial do País. E tem propostas para dinamizá-lo. Abrangendo os muitos campos da engenharia. E está pronta para o desempenho de suas missões, apoiada nas altas qualificações, e no interesse pelo País, de seus quase duzentos membros”, afirmou (Leia a íntegra do pronunciamento-do-presidente)

A tomada de compromisso, assim como a leitura do termo de posse, dos novos Acadêmicos foi feita pelo Acadêmico José Eduardo Moreira e a apresentação dos novos membros pelo vice-presidente, Francis Bogossian.

Em seguida o Acadêmico Manuel Augusto Pinto Cardoso proferiu a saudação em nome dos novos membros, ressaltando que todos estavam honrados em fazer parte da entidade.  “Venho da Região Amazônica onde são grandes os desafios e aprendemos que dificuldades são oportunidades. A transformação se faz no mundo todo. Precisamos aprender a usar o conhecimento de forma cada vez mais eficiente para sermos competitivos e na ANE vejo a confluência de competências para isso. Me sinto honrado e envolvido com esse compromisso de ajudar o país para novos rumos”, disse o Acadêmico Manuel Cardoso.

Diretor do Arsenal de Marinha, o contra-almirante Mario Ferreira Botelho lembrou a tradição do Arsenal, construído em 1763, e ressaltou que um país não se constrói com caneta e papel e sim com engenharia. Já o almirante de esquadra destacou que a proximidade com a ANE representa uma oportunidade para troca de experiências.

Os novos membros da Academia Nacional de Engenharia (ANE) são:

Albert Cordeiro Geber de Melo – Diretor geral do Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (Cepel). Graduado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); mestre e doutor em Ciências em Engenharia Elétrica pela PUC-Rio; possui mais de 150 artigos publicados em revistas especializadas; orientou teses de doutorado e dissertações de mestrado.

Carlos José Pereira de Lucena – Professor Titular do Departamento de Informática da PUC-Rio; coordenador do Laboratório de Engenharia de Software do Departamento de Informática da PUC-Rio. Formou-se em Matemática e Economia. Posteriormente, esteve à frente da área de Matemática Computacional e foi um dos fundadores do Departamento de Informática que, desde 1977, ocupa a primeira posição na avaliação da CAPES.

Djalma Mosqueira Falcão –  Professor titular da COPPE/UFRJ. Possui graduação em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal do Paraná; mestre em Engenharia Elétrica pela COPPE /UFRJ e doutor em Engenharia Elétrica pela University of Manchester Institute of Science and Technology, Reino Unido, e pós-doutor pela University of California at Berkeley, USA.

Eduardo Torres Serra – Sócio gerente da EP+PS Consultoria; graduado em Engenharia Metalúrgica pelo Instituto Militar de Engenharia (IME); mestre e doutor em Ciências em Engenharia Metalúrgica e de Materiais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro UFRJ); pós‐doutorado, no Electric Power Research Institute (EPRI), Palo Alto, Ca., USA.

Guilherme de Oliveira Estrella – Geólogo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Construiu sua carreira na Petrobras onde ingressou em 1965 e ocupou o cargo de diretor de Exploração e Produção da Petrobras (2003/2012). É reconhecido internacionalmente por chefiar a equipe que descobriu as reservas do pré-sal.

José Antônio Jardini – Possui graduação, mestrado e doutorado em Engenharia Elétrica pela Escola Politécnica. É fellow member do IEEE (institute of Electrical and Electronics Engineers- USA) e membro do CIGRE (International Council on Large Electric Systems). Tem experiência na área de Engenharia Elétrica, com ênfase em Geração e Transmissão de energia elétrica atuando principalmente nos seguintes temas: automação, energia, sistema de informação geográfica e gestão da manutenção em subestações e linhas de subestações.

José Roberto de França Arruda – Professor titular da Unicamp. Graduado em Engenharia Mecânica pela Unicamp; DEA em Mecânica Aplicada pela Universidade Paris VI e doutorado pela mesma universidade em associação com a Arts et Métiers, Paris.

Leonard Korowajczuk – CEO da Celplan International. Publicou diversos livros. Foi um dos fundadores do CPqD (Brazilian Telecom Centro de Investigação e Desenvolvimento) onde esteve envolvido no desenvolvimento do PCM nacional (MCP-30) e equipamentos de comutação SPC.

Manuel Augusto Pinto Cardoso – Professor assistente da Universidade Federal do Amazonas (UFAM); possui graduação em Engenharia Elétrica pela UFAM; mestre em Engenharia Elétrica e doutor em Engenharia de Produção pela UFRJ. Tem experiência na área de Engenharia Elétrica, com ênfase em Circuitos Eletrônicos.

Marcus Theodor Schilling – Graduado em Engenharia Elétrica pela PUC-Rio; mestre em Engenharia Elétrica e doutor em Engenharia Elétrica pela COPPE/UFRJ; pós-doutor na Ontario-Hydro (Canadá); IEEE Life-Fellow por contribuições na área de confiabilidade de sistemas de potência.

Nelson Zeni Junior – É diretor da Reivax Automação e Controle. Possui graduação em Engenharia Elétrica pela UFRGS e mestrado em Engenharia Elétrica pela UFSC. Trabalhou como consultor em várias empresas nacionais e multinacionais bem como no Sebrae. Tem experiência na área de Engenharia Elétrica, com ênfase em Sistemas Elétricos de Potência.

Tarcísio Takashi Muta – Presidente da Fundação Ezute. Engenheiro Aeronáutico pelo ITA. Liderou, entre 1995 e 1996, a formação da Equipe Integradora Brasileira do Projeto Sivam, para atuar no Brasil e EUA.

Jacob Pallis Jr. – Eleito em 2014, possui graduação em Engenharia, formado na Escola Nacional de Engenharia da Universidade do Brasil, atualmente Universidade Federal do Rio de Janeiro –UFRJ; mestre e doutor em Matemática pela University of California. É pesquisador titular do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA); Possui diversos prêmios nacionais e internacionais.

Preocupação com o desenvolvimento do País marca posse dos novos membros