Academia Nacional de Engenharia empossa novos membros

 

Cerimônia foi realizada na Escola de Guerra Naval, na Urca

 

 

 

posse 2017.1

 

Em sessão solene, realizada no dia 27 de novembro, na Escola de Guerra Naval (EGN), na Urca, a Academia Nacional de Engenharia (ANE) empossou seus novos membros titulares. Na cerimônia presidida pelo presidente da ANE, o engenheiro Francis Bogossian, nove engenheiros passaram a fazer parte do célebre grupo de Acadêmicos. Tomaram posse como novos membros titulares da Academia: Antônio José da Silva Neto, Clóvis Raimundo Maliska, João Luiz Filgueiras de Azevedo, Luiz Antônio Martinelli, Marcia Barbosa Henriques Mantelli, Oswaldo Luiz do Valle Costa, Paulo Teixeira da Cruz, Sandro Salvador Sandroni, Sergio Luiz Gargioni. Além deles também foram eleitos Plínio Oswaldo Assmann, como membro titular, e Junutula Narasinha Reddy, como membro correspondente, que não puderam comparecer à cerimônia e tomarão posse em outra ocasião.

A mesa da sessão solene foi composta pelo Almirante de Esquadra Júlio Soares de Moura Neto; pelo Comandante da Escola Superior de Guerra, o general de Exército Décio Luís Schons; pelo diretor da Escola de Guerra Naval, o contra-almirante André Luiz Silva Lima de Santana Mendes, pelo presidente da ANE, Francis Bogossian, e pelo vice-presidente da entidade, Flavio Miguez de Mello.

Em seu discurso de abertura, o presidente da Academia, Francis Bogossian, lembrou a crise que atinge o país desde 2015 e as dificuldades que o setor de engenharia enfrenta “A crise que assola o Brasil exige que se busque um consenso em torno de soluções, tendo por base o interesse nacional. Não existe nação forte sem empresas nacionais fortes”, afirmou, destacando o papel da Academia neste contexto. “A ANE tem propostas para dinamizar significativamente o avanço do país e está pronta para o desempenho de suas elevadas missões apoiada na alta qualificação, no interesse pelo país e na vontade de seus duzentos membros”, disse de forma assertiva (leia a íntegra do pronunciamento do presidente).

A tomada de compromisso, assim como a leitura do termo de posse e a apresentação dos novos membros foi feita pelo vice-presidente, Flavio Miguez de Mello. Coube a Clóvis Raimundo Maliska proferir a saudação em nome dos novos Acadêmicos. O engenheiro aproveitou a oportunidade para pontuar algumas questões que, na sua visão, exigem reflexão. “Precisamos motivar os jovens, mostrar a eles que a engenharia oferece múltiplas oportunidades e não temos feito isso”, disse, ressaltando ainda a necessidade de aumentar o número de pessoas trabalhando com ciência e tecnologia e de ampliar os investimentos na indústria de base. Ele criticou ainda o excesso de burocracia no país e o fato das universidades serem as responsáveis por credenciar os engenheiros para atuarem no mercado. “Cada órgão de classe deveria ser o responsável para autorizar o seu profissional. Na universidade os jovens devem buscar o conhecimento e nos conselhos o direito de trabalhar”, disse.

As considerações finais foram feitas pelos militares presentes à mesa. O diretor da Escola de Guerra Naval, o contra-almirante André Luiz Silva Lima de Santana Mendes, destacou a convergência de interesses entre a Academia e a Marinha. “Todos buscamos garantir e preservar a soberania nacional, por isso é uma satisfação participar deste momento”, afirmou. A ética foi o ponto principal da fala do comandante da Escola Superior de Guerra, o general de Exército Décio Luís Schons. Ao lembrar que o país passa por um momento difícil, o comandante ressaltou que as entidades de classe têm papel fundamental para a retomada em direção ao crescimento. “Elas devem trabalhar a questão da ética e dos valores. É preciso mostrar a ética e não esse utilitarismo desvirtuado”, afirmou. Já o Almirante de Esquadra Júlio Soares de Moura Neto destacou que a Marinha tem muito orgulho de sua engenharia e lembrou que “não há desenvolvimento sem engenharia e engenharia sem desenvolvimento”. Após a sessão solene os novos membros e convidados participaram de um coquetel de confraternização.

Conheça os novos membros da ANE:

Antônio José da Silva Neto – Engenheiro Mecânico/Nuclear, M.Sc. em Engenharia Nuclear (COPPE/UFRJ e Ph.D. em Engenharia Mecânica (North Carolina State University). Trabalhou na Comissão Nacional de Energia Nuclear, na Promon Engenharia. É professor no Instituto Politécnico da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Clóvis Raimundo Maliska – Mestre em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina e seu doutorado em Engenharia Mecânica pela Universidade de Waterloo, no Canadá. É Professor titular do Departamento de Engenharia Mecânica e Coordenador do SINMEC- Laboratório de Simulação Numérica em Mecânica dos Fluidos e Transferência de Calor.

João Luiz Filgueiras de Azevedo – Possui graduação em Engenharia Aeronáutica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica, mestrado em Aeronautics and Astronautics Engineering- Stanford University e doutorado em Aeronautics and Astronautics Engineering – Stanford University. É Pesquisador Titular (A-III) do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA).

Luiz Antônio Martinelli – Professor Titular da Universidade de São Paulo, no Centro de Energia Nuclear na Escola de Agricultura Luiz de Queiroz. Tem experiência na área de Ecologia, com ênfase em Dinâmica de Ecossistemas Tropicais utilizando isótopos estáveis como traçadores dos ciclos do carbono, nitrogênio e água.

Marcia Barbosa Henriques Mantelli – Engenheira Mecânica pela Universidade Estadual de Campinas, mestre em Engenharia e Tecnologia Espaciais pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais e doutora em Engenharia Mecânica – University of Waterloo. Atualmente é professora titular da Universidade Federal de Santa Catarina.

Oswaldo Luiz do Valle Costa – Professor Titular da Universidade de São Paulo e atualmente chefe do Departamento de Engenharia de Telecomunicações e Controle da Escola Politécnica da USP. Possui graduação em Engenharia Elétrica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, mestre em Engenharia Elétrica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e doutor em Engenharia Elétrica – University of London.

Paulo Teixeira da Cruz – Engenheiro Civil pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, mestre em Engenharia Civil pela Massachusetts Institute Of Technology, doutor em Engenharia Civil pela Universidade de São Paulo, pós-doutor pela University of California System, pela University of London e pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil.

Plínio Oswaldo Assmann – Engenheiro mecânico-eletricista graduado pela Escola Politécnica da USP e administrador de empresas. Foi presidente do Instituto de Engenharia. Exerceu diversas atividades públicas e privadas, como secretário dos Transportes do Estado de São Paulo, diretor-superintendente do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT).

Sandro Salvador Sandroni – Possui graduação em Engenharia Civil pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, mestrado em Engenharia Civil pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, mestrado em Mecânica dos Solos – University of London e doutorado em Mecânica dos Solos – University of London.  É professor pesquisador da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Sergio Luiz Gargioni – Professor titular da cadeira de Engenharia Mecânica da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Presidente da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Santa Catarina). Graduado em Engenharia Mecânica pela UFSC, concluiu Mestrado na mesma área pela University of Illinois (EUA) e MBA Executivo em Administração de Negócios pelo Instituto IMD Lausanne, na Suíça.

Junutula Narasinha Reddy –  Engenheiro indo-estadunidense, membro da Academia Nacional de Engenharia dos Estados Unidos. Atua no campo da mecânica teórica e computacional. Ele estabeleceu uma classe de teorias de ordem superior e superior. Além disso, ele publicou alguns livros fundamentais sobre placas e conchas.

 

Posse dos novos Acadêmicos na Escola de Guerra Naval 2017
Cerimônia começou com a execução do Hino Nacional
Posse de novos Acadêmicos 2017
Na sessão solene, nove Acadêmicos foram empossados
posse
Na abertura, Francis Bogossian falou dos desafios da engenharia e sobre a atuação da ANE neste cenário