Academia elege novos membro titulares

No total, foram eleitos 12 novos integrantes. Ingresso é feito por indicação de membros

 

 

A Academia Nacional de Engenharia divulgou a relação de novos membros da entidade. Os nomes foram aprovados pela Comissão de Seleção, pelo Comitê de Ética e, posteriormente, eleitos em Assembleia Geral Extraordinária, realizada no final de dezembro de 2018. Entre os 12 selecionados estão profissionais que contribuíram para crescimento e desenvolvimento da Engenharia em diversos setores. A data da cerimônia de posse ainda não foi definida, mas a previsão é de que seja realizada em março ou abril próximos.

Os novos membros da ANE são (em ordem alfabética): Altino Ventura Filho; Atila Pantaleão Silva Freire; Guilherme Jorge Velho; Iony Patriota de Siqueira; Laurindo de Salles Leal Filho; Leonam dos Santos Guimarães; Maria Elvira Piñeiro Maceira; Mauro Guedes Ferreira Mosqueira Gomes; Milton João de Espíndola; Odilon Lobo de Andrade Neto; Richard Magdalena Stephan; Sebastião do Amaral Machado.

De acordo com o Presidente da ANE, o engenheiro Francis Bogossian, os novos membros são personalidades que se distinguem por significativas realizações profissionais, na prática, na pesquisa e no ensino da engenharia e têm muito a contribuir com a Academia. “Temos o grande desafio de levar o país ao desenvolvimento. A ANE tem propostas para dinamizar o avanço do Brasil e está pronta para o desempenho de suas elevadas missões apoiada na alta qualificação, no interesse pelo país e na vontade de seus membros. Agora, contamos com mais profissionais qualificados para nos ajudar neste desafio”, afirmou o Francis Bogossian, que ligou pessoalmente para cada um dos eleitos.

Como é feito o ingresso na Academia Nacional de Engenharia

O ingresso na Academia Nacional de Engenharia (ANE) é feito por indicação dos membros titulares que enviam os nomes, junto com uma apresentação, para a Comissão de Seleção que avalia os currículos e seleciona os novos membros, a partir de critérios pré-estabelecidos. Os nomes selecionados são submetidos ao Comitê de Ética, que faz uma nova análise dos futuros membros e encaminha a lista, com suas recomendações, para eleição em Assembleia Geral Extraordinária.